domingo, 15 de agosto de 2010

Algumas coisas não precisam ser ditas para serem entendidas...

Talvez eu te ligue, talvez não, mas o meu desejo é que você fique esperando eu te ligar... Talvez eu fique, talvez não, o importante para mim é te causar dúvida. Enchendo os teus dias de talvez eu vou satisfazendo o meu ego e enrolando cada vez mais o teu juízo. Te entregando sorrisos e gentilezas, carinhos e promessas e carregando minhas energias com a sua ilusão, confusão e apreensão. Eu nunca te disse isso antes, mas o que mais me preenche é ver seu mundo girando ao redor de mim, teus textos escritos e declarados para mim, as tuas brigas e intrigas por minha causa... Eu não te quero do meu lado, eu não quero você comigo, mas não quero que você se afaste, que você se esqueça e/ou que pare de viver por mim. Não sei dizer ao certo, mas esse é o único sentimento que existe em mim, além do amor próprio é claro. Mas também não acho que seja egoísmo ou algo do tipo... eu apenas tenho um mundo em que tudo e todos giram em torno de mim; eu fui alimentada com isso desde meu primeiro sinal de vida, é um vicio e não é minha culpa. Talvez seja um pouco, talvez não... Sou instável, um pouco sem opinião mas lanço leis e tendências sem perceber. Mas hoje prometo que vou te encontrar, prometo que vou te ver... eu ligo pra gente marcar, vamos nos encontrar... Ou não. (Raíssa C. Momesso)

11 comentários:

  1. Quero deixar BEM CLARO que não falo de mim (Raíssa) nesse texto.. Apenas fiz uma menção a pessoas desse tipo (que a proposito, convivo com algumas rsrs). Na verdade eu sou totalmente o contrario do que diz nesse texto, ok?! =)

    ResponderExcluir
  2. Raíssa,

    A gente não se conhece. Eu estava fuçando a página do Franck para ler os últimos comentários quando a vi. Gostei das suas palavras e vim aqui. Fiquei "besta" com o seu texto. Sei, sei, tenho certeza de que você não está falando de você (eu nem a conheço), mas eu senti que você falava de outro(s). Rs... quando li o seu próprio comentário, pensei, "para mim, desnecessária a informação". Incrível!

    Eu gostaria de pedir permissão para copiar, obviamente com os seus devidos créditos, e postar no meu Blog. Eu preciso do seu texto.

    Tenho dois Blogs, faço minhas publicações à noite (madrugada aí, moro no exterior), para cada noite, uma publicação ou não, ora num ora noutro.

    Um abraço,

    Suzana/Lily

    http://omedodesuzana.blogspot.com
    http://contosdelily.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. O jogo da seduçaõ acabou, baby, cair em cim... (rsrsrsrsr)...
    Lindo texto! E, vá aos blogs de Suzana/lily, ela escreve textos lindos, vc vai gostar, tenho CERTEZA! Bjs e uma boa semana!

    ResponderExcluir
  4. Raíssa,

    Sou eu quem deve agradecer, você conseguiu definir uma situação em que todos nós, um dia, vivenciamos, alguns muito mais, outros menos. Ora, vítimas, ora algozes.

    Dizem que o texto não precisa do leitor, que é o leitor quem precisa do texto. Esse seu texto serviu por toda a minha vida. Lembrei-me de tantas amigas, amigos, colegas, namorados... lembrei-me de tanta gente que passou por mim e assim agiu, da forma como você descreve a pessoa. Percebi isso na minha vida, mas nunca transferi para um papel. Você usou quantidade e qualidade de palavras de forma perfeita. Você fez por merecer o reconhecimento e é bom propagar o belo e o que é feito com tamanha destreza.

    Um abraço,

    Suzana

    ResponderExcluir
  5. Oi, não consegui colocar o seu endereço na minha publicação.

    É: http://piecesofground.blogspot.com ?

    Eu queria deixar o endereço também para quem quiser acessá-lo fácil.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Olá Raíssa!

    Vi esta sua postagem no blog da Suzana e vim conferir, muito bom, sou a favor de dar voz ao que sentimos desde que seja legítimo, talvez vc não seja assim, mas existem muitas que se sentem exatamente assim, eu já senti essa estranheza,

    um beijo carinhoso!

    ResponderExcluir
  7. Ficou perfeito esse texto!
    Beijão

    ResponderExcluir
  8. "Enrolando cada vez mais o seu juízo."

    Essa é a frase! Eu estava lá na minha página relendo o texto e acabei por perceber: amei essa frase. Enrolando o juízo do outro...

    Magnífico!

    ResponderExcluir
  9. Raíssa,
    Encontrei teu blog através do da Suzana...
    Fiquei encantada com seus textos...

    E estarei sempre a deixar minhas palavrinhas por aqui..

    Beijos na Alma.

    >>Dany
    >O caminho das palavras.

    ResponderExcluir
  10. Vi seu texto no blog "o medo de Suzana."
    Parabéns, mereceu. =)

    E respondendo sua pergunta sobre a foto.. dhuisa
    Então, ela mandou bem demais e o look dela está demais. E ainda com a maquiagem carregada destacando os olhos... TÁ INCRÍVEL! =)

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  11. Caraca, que furdunço dona Lily/Suzana tá fazendo no seu blog, Raíssa! Bloqueie ela! No meu, que tem quatro integrantes, ninguém agüenta mais esse sorrisão dela ensolarando e colorindo tudo!...

    Abraços

    ResponderExcluir